António Vitorino e Campos e Cunha vão para a administração do Santander Totta

(Observador)

Ex-eurodeputado socialista e ex-ministro das Finanças juntam-se, como independentes, ao conselho de administração do Santander Totta. Um conselho que passa a contar com três mulheres.

Luís Campos e Cunha e António Vitorino vão juntar-se ao Conselho de Administração do Santander Totta, como independentes, num conselho que passará a contar, também, com três mulheres. O Observador apurou que o ex-ministro das Finanças (do início da governação Sócrates), Luís Campos e Cunha, e o socialista António Vitorino constam da proposta de renovação do Conselho de Administração que será apresentada na assembleia-geral de 31 de maio.

Campos e Cunha já tem ligação ao Santander Totta porque foi ele o escolhido, em 2011, para substituir o falecido António Borges no Conselho Fiscal do banco – este ainda é um cargo ocupado pelo economista. Por seu lado, António Vitorino foi presidente da mesa da Assembleia Geral do Banco Santander Totta, cargo que é agora ocupado por José Manuel Galvão Teles.

Como presidente da Comissão Executiva (e vice-presidente do Conselho de Administração) continua António Vieira Monteiro, apurou o Observador. O Conselho de Administração passa a integrar três mulheres — além de Isabel Mota, que já era membro, entram Inês Oom de Sousa e Remedios Ruiz Macia.

O presidente do Conselho de Administração continua a ser António Basagoiti. (OBSERVADOR)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA