Angola: Carteira de jornalista ainda não foi criada

Dia internacional da Liberdade de Imprensa (RFI)

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa decorreu no passado dia 3 de Maio. Angola continua a ocupar o lugar 123 no Índice de Liberdade de Imprensa, uma classificação elaborada anualmente pelos Repórteres Sem Fronteiras relativamente a 180 países.

Assinalou-se esta semana o dia internacional da liberdade de imprensa.

Em Angola os profissionais insistem na necessidade de um quadro legal para regular o exercício da profissão em Angola, nomeadamente, com a atribuição de carteira de jornalista como refere Alexandre Neto Solombe, Presidente do Instituto dos Media da África Austral (MISA-Angola).

Lembramos que entre os Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) Portugal lidera a tabela no Índice de Liberdade de Imprensa, ocupando o 23.º lugar, à frente de Cabo Verde que subiu para o 32º.

Atrás de Cabo Verde e Portugal figura a Guiné-Bissau em 79º lugar, Timor-Leste subiu quatro posições para o 99º, o Brasil desceu quatro lugares para o 103º e Angola manteve o 123º lugar.

No índice dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF) figuram 180 países, e São Tomé e Príncipe não foi analisado. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA