Zuma volta a enfrentar 793 casos de corrupção

(EURONEWS)

O presidente da África do Sul Jacob Zuma sofreu mais um duro golpe que o coloca em maus lençóis. O Supremo Tribunal decretou a revisão de uma decisão de 2009 que o absolvia em 783 casos de corrupção.

Os sarilhos de Zuma aumentaram nos últimos tempos, quando o Tribunal Constitucional ordenou que devolvesse parte do dinheiro do Estado que usou na renovação da casa pessoal. Este foi apenas o último de vários escândalos a abalar a carreira daquele que é o presidente mais contestado desde o fim do apartheid.

Os casos acumulam-se contra o presidente, que apesar de tudo se mantém de pedra e cal no cargo. Esta última decisão dá mais argumentos àqueles que pedem a destituição de Zuma. A Aliança Democrática, principal partido da oposição, viu já rejeitado um pedido de impugnação e só muito dificilmente o presidente sai do posto a meio do mandato, já que a maioria do ANC no parlamento é esmagadora, com 62% dos assentos. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA