UEA aposta na potenciação da criação literária

Membros empossados da UEA (Foto: António Escrivão)

A adequação pragmática do potencial e da capacidade de contribuição da instituição, face aos desafios que o país enfrenta nos domínios da criação literária e edição do livro são algumas das prioridades da nova direcção da União dos Escritores Angolanos (UEA), segundo afiançou quinta-feira o recém-eleito presidente da mesa da assembleia, Roderick Nehone.

No seu discurso de tomada de posse, Roderick Nehone apontou ainda a aprendizagem da escrita criativa, da promoção da leitura e dos escritores angolanos, dentro e fora do país, como acções que exigirão o acompanhamento e a atenção do elenco eleito.

Nas prioridades, de acordo com o escritor, conta igualmente a introdução de instrumentos que melhorem a organização e modernização da instituição, ampliem o acesso dos cidadãos à literatura angolana e universal, contribuam para o aumento da eficácia dos programas de leitura, de ensino da língua portuguesa e de literatura, das instituições de ensino públicas e privadas.

“Temos um programa de trabalho para executar que constitui um compromisso integrador de expectativas que materializariam a nossa visão comum desta união partilhada“, afirmou o recém-eleito presidente da mesa.

Na mesma óptica, Roderick Nehone apontou ainda o apoio ao Secretário-geral da UEA no sentido da implementação de acções que concretizem esta visão, tendo acrescentado que durante o mandato procurarão promover uma discussão ampla e profunda para a actualização dos estatutos da instituição.

“A regularização dos diversos aspectos da organização e funcionamento da instituição, bem como verificar que actos relativos aos procedimentos do processo eleitoral devem ser melhor detalhados e especificados”, destacou o dirigente.

Roderick Nehone afirmou na ocasião que uma atenção especial deve continuar prestada ao apoio social que a UEA tem dado no domínio da saúde aos confrades.

Os novos corpos gerentes da UEA têm a cabeça o escritor Roderick Nehone como presidente da mesa da assembleia-geral e Carmo Neto como secretário-geral.

A UEA é a mais antiga organização civil cultural, tendo sido fundada a 10 de Dezembro de 1975, tendo como primeiro presidente da mesa da assembleia-geral António Agostinho Neto. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA