Sete pessoas linchadas no Uíge em duas semanas

(VOA)

Algumas das vítimas foram queimadas vivas.

Durante as duas últimas semanas, pelo menos sete cidadãos foram linchados pela população nos bairros periféricos do Uíge por serem alegadamente gatunos.

Depois de espancados os suspeitos foram, pelo menos em alguns casos, queimados vivos.

Os incidentes deram-se nos bairros Candombe Velho, Papelão e Mongo Alhema.

Um trabalhador na casa mortuária do Hospital Geral do Uíge confirmou à VOA que deram entada cinco corpos de vítimas queimadas.

“Já recebemos cinco corpos que, segundo informações apuradas pela polícia, foram queimados pela população por serem gatunos que assaltavam casas e a população se revoltou” contou.

Por sua vez o cidadão Alberto Baptista disse ter testemunhado um linchamento no bairro Papelão.

“Eram aproximadamente duas da manhã quando um dos jovens entrou na casa da nossa vizinha para assaltar, quando ela gritou “agarram o gatuno” toda gente saiu fora e apanharam o jovem”, disse.

“Bateram-lhe muito e depois foi queimado com gasolina e pneu de borracha”, contou Baptista. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA