Serviço de Migração e Estrangeiros expulsa 41 estrangeiros em condição ilegal

Imigrantes ilegais expulsos do país (Foto: Angop/Arquivo)

Quarenta e um estrangeiros de diversas nacionalidades, em condição ilegal, foram expulsos, este ano, pelos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME), na província do Bié.

A informação foi avançada hoje (sexta-feira) à Angop, no Cuito, pelo director do gabinete de comunicação institucional e imprensa da delegação provincial do Minint, na província do Bié, sub-inspector – prisional, José Capinãla Chissanga Daniel.

Sublinhou que, dos cidadãos expulsos, 16 são Oeste africanos encaminhados ao centro de detenção de estrangeiros ilegais, em Luanda, e 25 outros que foram encaminhados à província do Moxico sob proposta de repatriamento administrativo.

Dos estrangeiros convidados a sair do país, salientou o oficial subalterno, fazem parte ivorienses, centro africanos, malianos e cidadãos das Repúblicas do Congo Brazavile e Democrático, Guine Conacry, entre outros.

O SME na província do Bié, prosseguiu a fonte, vai continuar as actividades de combate a entrada e saída de estrangeiros em condição ilícita, com maior realce nas zonas diamantíferas, essencialmente nas comunas de Lubia, Seteca, Gamba, município de Nharêa, assim como Cuemba e Andulo, respectivamente.

Quanto a prorrogação de vistos, durante este ano, o sub-inspector – prisional José Daniel disse ainda que o SME procedeu 44 pedidos, sendo 30 pela primeira vez e 14 pela segunda vez.

Entretanto, para celebrar o 40 º aniversário dos Serviços de Migração e Estrangeiro, no Bié, estão programadas diversas actividades, tais como palestra subordinada ao tema “historial do SME, visita ao hospital provincial, exposição fotográfica, encontro de futsal com as equipas dos bombeiros e serviços penitenciários. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA