Refugiados: 34 inspetores do SEF partem hoje para a Grécia

SEF (arquivo). Elementos da PSP, Polícia Municipal, SEF e ASAE, durante uma operação de fiscalização a estabelecimentos, pessoas e bens, no Intendente (TVI24)

Deslocação insere-se no acordo entre a União Europeia e a Turquia, que prevê que todos os migrantes irregulares oriundos da Turquia e que entrem nas ilhas gregas sejam devolvidos a este país.

Trinta e quatro inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) parte nesta manhã para a Grécia para integrar as equipas rápidas de intervenção da agência europeia Frontex e do Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo (EASO).

A deslocação dos 34 inspetores do SEF para a Grécia insere-se no acordo para os refugiados entre a União Europeia e a Turquia, que prevê que todos os migrantes irregulares oriundos da Turquia e que entrem nas ilhas gregas sejam devolvidos a este país.

Nesta primeira fase, a participação portuguesa do SEF conta com 34 peritos, que têm competências em readmissão e retorno de cidadãos estrangeiros e que vão apoiar as autoridades gregas na implementação do processo de readmissão para a Turquia, integrados nas equipas rápidas de intervenção da Frontex, segundo o Ministério da Administração Interna (MAI).

Desta equipa fazem ainda parte três elementos, que vão integrar as equipas do EASO, com experiência na área do asilo e que vão apoiar as autoridades gregas na implementação de um processo rápido de registo, entrevista e decisão sobre os pedidos de proteção internacional apresentados por migrantes provenientes da Turquia, adianta o MAI.

Os elementos do SEF, que se deslocam num voo da Força Aérea Portuguesa fretado pela Frontex, regressam no dia 1 de maio, data em que serão substituídos por outro grupo de inspetores do SEF.

O MAI indica ainda que vai ser deslocado um oficial de Ligação do SEF para a Turquia e Grécia para acompanhamento dos processos de recolocação e reinstalação de refugiados.

A Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, esteve no Aeroporto de Figo Maduro, em Lisboa, para assinalar a partida dos 34 peritos do SEF que vão para a Grécia. (TVI24)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA