Professores e profissionais da Saúde iniciam greve na Guiné-Bissau

Hospital Simão Mendes, Bissau (VOA)

Professores paralizam escolas por 30 dias e Saúde só com serviços mínimos durante uma semana.

Professores e profissionais da Saúde encontram-se em greve a partir deste segunda-feira, 4, na Guiné-Bissau como forma de exigir melhores condições de trabalho.

O Sindicato Democrático dos Professores decretou uma greve de 30 dias, mas a nova direcção do Sindicato Nacional de Professores não se pronunciou sobre o assunto.

Entretanto, os alunos encontram-se sem aulas.

Também os profissionais da Saúde começaram uma greve hoje de uma semana, enquanto mantêm apenas o serviço mínimo.

Até agora não houve qualquer reacção do Governo. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA