Número de vítimas mortais do sismo no Equador sobe para 233

(EURONEWS)

O violento sismo de magnitude 7,8 que abalou no sábado a costa norte do Equador fez pelo menos 233 mortos, segundo um novo balanço oficial divulgado este domingo pelo presidente equatoriano, Rafael Correa.

O sismo mais forte a atingir o Equador em décadas destruiu edifícios e estradas ao longo da costa do Pacífico e colocou o país andino em estado de emergência.

O terramoto ocorreu a dez quilómetros de profundidade, teve o epicentro a cerca de 173 quilómetros da capital do Equador, Quito, e a apenas 28 quilómetros de Muisne.

Os danos, que se estendem ao longo de centenas de quilómetros, atingiram a capital e outras grandes cidades, entre elas Portoviejo, capital da província de Manabi.

Enquanto continuam as buscas por sobreviventes, as autoridades já distribuíram milhares de kits de alimentação e garrafas de água.

Foram mobilizados dois hospitais móveis, um para Portoviejo e outro para Pedernales. (EURONEWS)

por Luís Guita

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA