Musongué da Tradição leva ao palco do Kilamba Samanguana, Lulas da Paixão e Dom Caetano

Lulas da Paixão convidado para o palco do Kilamba no domingo (Foto: Clemente Santos/Arquivo)

Os músicos Samanguana (na qualidade de homenageado do dia), Lulas da Paixão e Dom Caetano sobem domingo, 10, ao palco do Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda, no âmbito do programa Musongué da Tradição do mês de Abril.

Segundo o responsável do espaço, Estêvão Costa, que avançou a informação à Angop, o programa deste mês terá a particularidade de homenagear o músico Samanguana, um interprete de valor reconhecido e acrescido no mercado musical angolano.

O responsável frisou que se pretende proporcionar ao público uma jornada de convívio recheada de um cardápio musical bastante rico em termos rítmicos.

Para o acompanhamento instrumental dos convidados, segundo a fonte, actuará a Banda Movimento.

Estêvão Costa adiantou que tudo está a ser feito no sentido de o público puder ouvir e reviver o que de melhor os artistas convidados colocaram no mercado, uma aposta que passa necessariamente pela interpretação de músicas conhecidas e que fizeram sucesso entre os angolanos.

O homenageado, que nasceu na província do Uíge, é autor de temas como “ Pátria Querida”, “Tio António”, entre outros sucessos que marcaram uma época da música angolana.

O músico começou a sua carreira em 1963, com Rocheraux e Doutor Nico, na Banda African Fiesta, no antigo Zaire.

O Musongué da Tradição é um programa que teve o seu início em Fevereiro deste ano e visa a promoção, divulgação e valorização da música angolana produzida nas décadas de 60, 70 e 80.

Este espectáculo musical é realizado no primeiro domingo de cada mês. A primeira edição aconteceu em Fevereiro, com o agrupamento Jovens do Prenda e dos artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário.

O ex-Centro Cultural e Recreativo Maria das Escrequenhas, localizado no município do Rangel (Luanda) tem na sua grelha os programas “Farrar ao antigamente”, “Show à Sexta-Feira”, “Encontro e Convívio”, entre outros. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA