Moxico: População alertada a denunciar estrangeiros ilegais na província

Comissário de Migração, Firmino Cambeia, director do Serviço de Migração Estrangeiro (SME) (Foto: David Dias)

Luena – A população da província do Moxico deve denunciar a existência de cidadãos estrangeiros ilegais na região, para ajudar a combater a imigração ilegal, alertou hoje, no Luena, o director provincial do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), comissário de Migração Firmino Candeia.

Ao intervir no acto de abertura das festividades dos 40 anos de existência deste órgão do Ministério do Interior (MININT), precisou que as denúncias podem ser feitas aos sobas, esquadras policiais e as administrações municipais, para combate cerrado da imigração e da criminalidade.

O comissário alertou que os estrangeiros nos últimos tempos atentam contra o país e em particular a província do Moxico para, entre outros objectivos, raptarem crianças, permanência de forma ilegal e cometimento de crimes de várias ordens.

A província do Moxico partilha mil 77 quilómetros de fronteira com as vizinhas repúblicas da Zâmbia e do Congo Democrático.

Para saudar a data, o SME, a nível da província do Moxico, reserva entre outras actividades, uma exposição fotográfica, palestra sobre a Lei da Prisão Preventiva, recriação, visitas ao centro infantil de Sacassange, campanha de limpeza e embelezamento, entre outras.

Fundado a 19 de Abril de 1986, o SME é o órgão executivo central do Estado angolano inserido no Ministério do Interior, a qual compete executar políticas e medidas legislativas regulamentares, relacionadas a entrada, trânsito, permanência, residência e saída de cidadãos estrangeiros no território nacional. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA