Moxico: Pais aconselhados a evitar acumular lixo nas residências

Ana Amaral, chefe de secção de Saúde Pública e Grandes Endemias (Foto: Angop)

Os pais devem eliminar o lixo, charcos e crescimento de capim nas residências para evitar-se o surgimento dos vectores causadores de doenças alertou hoje, terça-feira, no Luena, a chefe da secção provincial da Saúde Pública e Grandes Endemias, Ana Amaral.

Falando à Angop, a responsável adiantou que a presença de charcos, pneus, capim e amontoados de lixo nos quintais facilita o aparecimento de mosquitos, moscas e baratas (vectores) nas residências, e com eles as doenças.

Lamentou que a negligência dos pais e encarregados de educação contribua no desenvolvimento das patologias mais frequentes nas unidades sanitárias: o paludismo, as febres tifóide e amarela, diarreias, parasitose intestinais e outras.

Informou que a Saúde Pública está a realizar palestras em todas as unidades sanitárias da província, além de criar uma equipa especializada em cada centro da periferia para promover a educação sanitária aos utentes.

Defendeu igualmente a necessidade dos pais cultivarem o hábito de encaminharem filhos para a vacinação e evitar-se doenças preveníveis.

“Devemos incentivar a população para prevenir as próprias casas, fazendo limpeza, uso de mosquiteiros, promover a fumigação dentro das residências para eliminar o mosquito, lavar as mãos antes de comer e após usar a casa de banho”, aconselhou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA