Morreu Malick Sidibé

(Malick Sidibé)

Fotógrafo maliano, um dos pioneiros da fotografia

O fotógrafo do Mali Malick Sidibé, considerado um dos pioneiros da sua arte na África e conhecido pelas suas fotos emotivas da vida diária do seu país, morreu em Bamaco aos 80 anos.

Ele “lutava contra a doença” que o venceu na noite de quinta-feira, anunciou o seu sobrinho, Umar Sidibé, sem fornecer mais detalhes.

“É uma grande perda para o Mali. Formava parte do nosso património cultural”, declarou a ministra de Cultura, N’Diaye Ramatulaye Diallo, ao saber da morte do fotógrafo.

A obra de Malick Sidibé foi premiada, entre outros troféus, com o Leão de Ouro na Bienal de Veneza, o prémio Hasselblad (Suécia) e o do ICP (Centro Internacional da Fotografia), em Nova York).

“Malick Sidibé era um dos grandes. Documentou a vida de Bamaco, com fotos que têm um valor inegável”, lembrou Samuel Sidibé, director do museu nacional de Bamaco e delegado geral da Bienal africana da fotografia.

Segundo o ministério da Cultura francês, ele “foi classificado como o pai da fotografia africana” juntamente com Seydu Keita (1921-2001), um dos melhores fotógrafos da segunda metade do século XX, também do Mali. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA