Milhares de belgas saem à rua para homenagear as vítimas dos atentados terroristas

(EURONEWS)

Milhares de belgas prestaram, este domingo, homenagem aos 32 mortos dos atentados terroristas de 22 de Março.

Cerca de 7.000 pessoas, segundo a polícia, 12 mil de acordo com os organizadores, participaram, em Bruxelas, na “ Marcha contra o terror e o ódio”.

Uma manifestação prevista para 27 de março, mas que foi anulada por questões de segurança.

‘‘Estamos aqui hoje para dizer não ao terror, não ao ódio, não ao racismo, sim a viver juntos, sim à coesão social e à solidariedade do povo belga,’ afirmou o presidente do Executivo Muçulmano da Bélgica, Salah Echallaoui.

As linhas da frente do cortejo foram reservadas para as famílias das vítimas. Os representantes de todas as religiões estiveram muito visíveis, especialmente os muçulmanos com o slogan “O amor é minha religião e minha fé.”

“Eu estava no metro no momento de um grande flash de luz, e depois nada, escuridão total, dois a três segundos de silêncio. As pessoas ficaram atordoadas, sem saber o que fazer,” relembrou um popular que testemunhou os atentados terroristas.

“Estamos aqui porque é o mínimo que podemos fazer. Não me consigo imaginar sem estar aqui,” declarou uma popular presente na marcha da capital belga.

O cortejo, teve início na Gare du Nord, ao qual se juntaram habitantes do bairro de Molenbeck, e terminou na Praça Fontainas onde discursaram pessoas presentes nos locais dos atentados terroristas e familiares das vítimas. (EURONEWS)

por Luís Guita

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA