Japão: Operações de busca e salvamento dificultadas por chuva e réplicas

(EURONEWS)

A cada hora que passa há cada vez menos hipóteses de encontrar sobreviventes no Japão. As operações de busca e salvamento, na sequência dos vários sismos que abalaram o país, continuam na região de Kumamoto, na ilha de Kyushu. Pelo menos 41 pessoas morreram.

Os trabalhos estão a ser dificultados pela chuva e pelas dezenas de réplicas.

Mais de 250 mil pessoas tiveram de ser retiradas de casa. Muitas estão nesta altura em abrigos.

Aproximadamente 78 mil habitações não têm energia elétrica e o abastecimento de água foi cortado em mais de 400 mil.

Nos supermercados começam a escassear mantimentos e as compras já estão a ser racionadas. Um morador explica que veio comprar comida mas só lhe foi permitido levar duas embalagens. Uma outra habitante da região lembra que não há água potável, não há água nas torneiras. Esse é o grande problema.

Recorde-se que o terramoto de 7,3 na escala de Richter, o mais forte, ocorreu na madrugada de sábado, fez 32 mortos, aos quais se somam nove do primeiro sismo, registado na quinta-feira. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA