Governo congela aumento do preço do pão

Governo moçambicano congela aumento do preço do pão (Cécile Debarge)

O governo moçambicano congelou o novo aumento da subida do preço do pão previsto para breve, contrariando assim a vontade manifestada, no passado mês de Março, pela associação moçambicana dos panificadores.

Em Março, a Associação Moçambicana dos Panificadores -Amopao- anunciou a intenção de agravar o preço de pão, pela segunda vez em menos de seis meses, alegando os elevados custos de produção. Mas ainda não será desta vez que o preço do pão voltará a subir no país. A garantia foi dada pelo do Ministro da Industria e Comércio Max Tonela, que referiu que o governo está a trabalhar no sentido de evitar o segundo aumento do preço do pão, em menos de seis meses.

” A Amopão apresentou-nos uma proposta para a importação da farinha, em condições mais favoráveis do que aquelas que aquelas que adquirem dos industriais e, no último encontro que tivemos, demos a aprovação para procederem à importação. O nosso objectivo final é assegurar que o preço do pão, no cliente final, não sofre aumentos”.

No mês passado, os panificadores anunciaram a intenção de agravar o preço do pão devido aos altos custos de produção, com a subida em 25% do custo de trigo que é importado, tendo cada saco passado de 1.040 meticais (18 euros), para 1.290 meticais (22 euros).

O último agravamento do preço do pão foi em Outubro de 2015, na ordem dos 25%; situação que afectou com grande efeito, as famílias moçambicanas de baixo. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA