Fidel Castro fala de morte em discurso do Partido Comunista de Cuba

Fidel Castro participa de congresso do Partido Comunista de Cuba. 19/4/2016. (Omara Garcia/Divulgação)

O líder cubano aposentado Fidel Castro deixou a reclusão nesta terça-feira para contemplar sobre a morte e dar incentivo a seus seguidores, em um discurso raro no encerramento de um congresso do Partido Comunista em Havana.

“Em breve vou estar com 90 anos de idade”, disse ele. “A hora de todo mundo chega”, afirmou Fidel, cujo aniversário é 13 de Agosto, a 1.300 militantes do partido que se reuniram em um centro de convenções de Havana onde já fez vários discursos e de longa duração durante seu governo.

Gritos de “Fidel, Fidel”, mais uma vez foram ouvidos no momento em que o agora frágil ex-líder cubano fez sua mais extensa aparição pública em anos, falando com uma voz forte, mas ligeiramente rouca.

“Talvez esta seja uma das últimas vezes que falo nesta sala”, disse Fidel, com uma jaqueta de agasalho azul, óculos e barba grisalha.

“As ideias dos comunistas cubanos permanecerão”, afirmou, “como prova de que neste planeta, se você trabalhar duro e com dignidade, você pode produzir bens materiais e culturais de que os seres humanos precisam.”

Assim como aconteceu em outras aparições nos últimos anos, ele não é mostrado de pé. Seu irmão, o presidente Raúl Castro, e todos os delegados levantaram-se em sua homenagem. Mas ele parecia mais saudável, depois de uma grave doença que o levou a abandonar o poder há 10 anos.

Fidel Castro tomou o poder na revolução de 1959 e comandou o país até 2006, quando adoeceu. Ele agora vive em relativa reclusão, mas ocasionalmente escreve artigos ou aparece em reuniões com dignitários visitantes. (REUTERS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA