Festival Eurovisão da Canção: Cantar por um lema, ou talvez não (vídeo)

(EURONEWS)

Desde 2002 que o Festival Eurovisão da Canção tem, a cada ano, um novo lema. A Suécia inspirou-se na canção dos Beatles “Come Together”, vamos unir-nos para lembrar a importância da “União” numa Europa dividida.

O símbolo escolhido para o festival, que se transformou no seu logótipo, foi uma flor, um dente de leão. As suas sementes espalham-se pelo globo e trazem união:

“O encontro entre pessoas, a magia criada, é simbolizado pelo poder desta flor. É a vida!” – Diz Josefin Richards, copywriter da INGO.

“A situação na Europa é difícil. A tarefa… Ou melhor, essa discussão foi incluída”, refere Lotta Loosme, responsável pela comunicação na Eurovisão.

“Se você não acreditar, é um jogo de palavras que significa um orgasmo simultâneo, bem talvez não seja, porque se trata de um programa para a família (risos) Tem tudo a ver com a ideia de união”, adianta o jornalista Johar Bendjelloul.

Mas para lá da “União”, escolhida pela Suécia como lema para este ano, há quem acredite que se escondem outras questões importantes:

“Geralmente, existem dois temas diferentes a serem descobertos. Um deles é “olha o belo país que temos!” ou “Vamos unir-nos!” Por um lado trata-se de construir a marca nacional por outro, o pensamento de unidade”, explica Bendjelloul. Mas o que é óbvio é que, nos últimos anos, só houve lemas relativos à unidade “Nós somos um”, “Junte-se a nós” ou “Construindo pontes”, ou o deste ano “Vamos unir-nos”. E tudo isso coincide com a crise da União Europeia. Os céticos em relação à União Europeia, são cada vez mais, e isso ameaça esta ideia de unidade, ou ataca-a de uma forma inédita.”

Mas tem o debate político, de facto, importância neste espetáculo para televisão?

“Quer que seja honesto? Não, (risos) não me parece!” – Desabafa o mesmo jornalista. (EURONEWS)

por Nara Madeira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA