Faleceu Papa Wemba

Papa Wemba (facebook.com/claudysiar.fr)

Considerado como um dos grandes da música africana contemporânea e o inventor da rumba congolesa moderna, Papa Wemba faleceu neste domingo dia 24 de Abril em Abidjan quando participava no FEMUA (Festival das Músicas Urbanas de Anoumabo), com 66 anos de idade. O artista oriundo da República Democrática do Congo foi vítima de um mal-estar em plena actuação e caiu no placo ao cabo de 20 minutos do seu concerto, que estava a ser transmitido em directo pela televisão do Costa do Marfim.

Falecido diante dos músicos da sua banda em Abidjan, na madrugada de 24 de Abril de 2016, Jules Shungu Wembadio Pene Kikumba, aliás Papa Wemba para os amadores de música popular, após Franco e Rochereau entre os anos 50 e 60, é indubitávelmente o artista que mais contribuiu para a sofistificação da rumba congolesa ao integrá-la noutros territórios musicais, como o confirma a sua colaboração artística nomeadamente com o britânico Peter Gabriel, na década de noventa. Como artista de Real World, gravadora de Gabriel, Papa Wemba realizou trêsálbuns , entre os quais “Emotion” em 1995.

Conhecido pela sua elegância e extravagância lendária, Papa Wemba foi co-fundador em 1969 da banda Zaïko Langa Langa, membro dos “Sa.p.e.u.r.s Ambienceurs” (clube da elegância masculina africana de Paris) nos anos oitenta e sobretudo um dos ícones da histórica “Sono Mondiale”, na origem da posteriormente chamada World Music,etiqueta que propulsionará as músicas africanas aos píncaros do reconhecimento internacional.

Com a sua voz de falsetto excepcional, Papa Wemba, oscilou no decurso da sua brilhante carreira entre géneros como a rumba, o rock, o Ndombolo e o Soukous. Wemba nasceu em 14 de Junho de 1949, em Lubefu, antigo Congo belga, actualmente RDC (República Democrática do Congo). (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA