EUA: Trump ataca-se à NATO e promete fim da dívida pública em 8 anos (vídeo)

(EURONEWS)

As promessas eleitorais de Donald Trump continuam a marcar o compasso da corrida à investidura à Casa Branca, a dois dias das primárias no Wisconsin.

O candidato republicano surpreendeu os economistas, ao prometer eliminar a dívida nacional de 19 biliões de dólares em apenas oito anos.

O magnata afirma que vai renegociar os acordos internacionais para cortar despesas, a começar pela NATO, que considerou ser uma organização “obsoleta”.

“Nós estamos a proteger os aliados, eles beneficiam de todo o tipo de proteção militar e os aliados estão a roubar os Estados Unidos, estão a roubar-nos a todos. Eu não quero que isto continue assim. Ou eles pagam ou têm que sair e se isto significa o fim da NATO que assim seja”, afirmou Trump, durante um comício em Racine, no estado do Wisconsin.

Depois de ter condenado os comentários de Trump sobre o aborto, como mulher, a rival democrata, Hillary Clinton, reagiu ontem às novas declarações, como ex-responsável da diplomacia norte-americana.

“Quando ele insulta a NATO e os nossos aliados asiáticos ao dizer, basicamente, que vamos sair da organização, ele está pôr em risco a coligação de nações necessária para derrotar o grupo Estado Islâmico. Está a piorar e a pôr em perigo a nossa situação em todo o mundo”, retorquiu Hillary Clinton.

Donald Trump continua assim a dominar a agenda, com as suas declarações sulfurosas sobre política externa. O milionário tinha esta semana criticado a aliança de Washington com a Arábia Saudita ou defendido o aumento do arsenal nuclear do país.

Um discurso dirigido antes de mais ao eleitorado do seu partido quando o futuro do seu principal rival, Ted Cruz, se joga no Wisconsin e nos seus 42 delegados. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA