Erdogan diz que Turquia não aplicará acordo migratório se a UE não respeitar compromissos

(AFP)

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu nesta quinta-feira que a Turquia não aplicará o acordo migratório concluído em Bruxelas, caso a União Europeia “não respeite os compromissos”.

“Há condições precisas. Se a União Europeia não der os passos necessários, não respeitar seus compromissos, a Turquia não aplicará o acordo”, declarou o chefe de Estado turco em um discurso em Ancara.

O acordo, assinado em 18 de março, prevê a expulsão para a Turquia de todos os imigrantes que entrarem ilegalmente na Grécia desde 20 de março, uma ajuda financeira de seis bilhões de euros a Ancara e a suspensão em junho da imposição de vistos pela UE aos cidadãos turcos.

“Tudo será feito em função do que se prometeu, do que o texto indica”, insistiu o presidente turco.

“Fizeram promessas, mas no momento não se concretiza nada”, completou Erdogan, antes de destacar que “três milhões de pessoas estão a ser alimentadas com o nosso orçamento”.

“Nós recebemos muitos elogios por nossa ação a favor dos refugiados e na luta contra o terrorismo. Mas não estamos a fazer isto para receber agradecimentos”, disse.

Os ministros das Relações Exteriores de seis países da UE viajarão na sexta-feira e sábado para Grécia e Turquia para fazer um balanço das decisões adotadas para responder à crise migratória. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA