Egito: Repressão em protestos contra presidente al-Sisi

(EURONEWS)

Dezenas de pessoas manifestaram-se no Cairo contra o governo e o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sissi.

Mas o protesto foi de imediato reprimido pelas autoridades com granadas de gás de lacrimogéneo e detenções.

Neste 25 de Abril, feriado para evocar a restituição da península do Sinai em 1982, movimentos laicos e esquerda apelaram à contestação contra o que dizem ser a política agressiva do governo e a restituição à Arábia Saudita de duas ilhas.

Al-Sisi é acusado de vender as ilhas aos sauditas em troca de investimento. Historicamente, Tiran e Sanafir, eram sauditas, colocadas sob proteção egípcia no conflito com Israel, país que as devolveu à soberania egípcia nos anos 80.

As autoridades anteciparam-se aos protestos. Na sexta-feira um grupo de advogados publicou uma lista de 59 pessoas que diz terem sido detidas.

No domingo, o presidente proferiu um discurso onde pediu às pessoas para defenderem as instituições e o Estado do Egito contra “as forças do mal”. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA