Dois novos suspeitos acusados dos ataques de Bruxelas

Bruxelas. [Reuters]

Homens terão ligação ao arrendamento de uma potencial “casa segura” usada para a realização dos ataques que mataram 32 pessoas.

O Ministério Público acusou dois novos suspeitos por ligações aos atentados de Bruxelas, noticia a Reuters.

De acordo com a agência, os dois homens terão ligação ao arrendamento de uma potencial “casa segura” usada para a realização dos ataques de 22 de março que mataram 32 pessoas.

Segundo um comunicado da Procuradoria federal, os homens estão identificados como Smail F., nascido em 1984, e Ibrahim F., nascido em 1988, e “estão acusados de atividades de grupos terroristas, assassinato terrorista e tentativa de assassinato terrorista como autores, co-autores ou cúmplices”.

O comunicado diz ainda que não serão dados mais esclarecimentos e que a investigação “continua ativa dia e noite”.

Os atentados no metro e no aeroporto de Bruxelas a 22 de Março fizeram no total 35 mortos, incluindo os três suspeitos dos ataques.

As autoridades identificaram os três bombistas suicidas, os irmãos Khalid and Ibrahim El Bakraoui e Najim Laachraoui, mas continua à procura de outros possíveis envolvidos no planeamento destes atentados. (TVI24)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA