Dirigente da UNITA diz que preservação da paz é dever de todos

Deputado da UNITA Paulo Lukamba Gato (Foto: joaquina Bento)

O deputado da UNITA Paulo Lukamba Gato disse nesta quarta-feira, em Luanda, que a preservação da paz é um imperativo que deve engajar toda a sociedade, sublinhando que o desafio do momento passa pela sua gestão e aperfeiçoamento.

“A paz teve muitos obreiros e por este motivo é legítimo dizer que ela (a paz) é de todos os angolanos”, realçou o político quando dissertava o tema “UNITA e os caminhos para a paz e a reconciliação nacional em Angola”, no âmbito da comemoração dos 50 anos da fundação do partido (13 de Março de 1966).

Segundo Lukamba Gato, as classes política e empresarial, as igrejas, as autoridades tradicionais, as organizações juvenis, as forças de defesa e segurança, os académicos, os servidores públicos e outros sectores da sociedade devem empenhar-se na manutenção da paz.

Quanto à reconciliação nacional, Paulo Gato disse ser imperioso que se busquem os consensos para a construção da nação angolana, um processo que, do seu ponto de vista, deve merecer mais atenção e esforços de todos.

Neste sentido, anunciou que a UNITA irá propor a criação de um fórum nacional para o aperfeiçoamento de consolidação da paz e da reconciliação nacional, cujos detalhes serão divulgados oportunamente.

Durante a prelecção, o deputado pelo grupo parlamentar da UNITA fez uma descrição dos fundamentos que estiveram na base da criação do partido e da sua trajectória militar e política até a obtenção da paz, em 2002.

A actividade, realizada numa das unidades hoteleiras de Luanda, contou com a presença do presidente do partido, Isaísa Samakuva, e de membros da direcção da organização do “Galo Negro”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA