Dilma se diz ‘indignada’ com voto da Câmara favorável ao impeachment

(AFP)

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff disse estar “indignada” com a aprovação de um processo de impeachment contra ela na Câmara dos Deputados e reiterou que não cometeu qualquer crime que o justifique.

“Recebi 54 milhões de votos e me sinto indignada com a decisão” dos deputados, declarou a presidente, em coletiva de imprensa concedida no Palácio do Planalto, em sua primeira reação após a votação realizada na Câmara ontem, domingo. Agora, o processo seguirá para o Senado.

“Não me deixarei abater, não vou paralisar por isso, vou continuar lutando e vou lutar como fiz toda a minha vida”, garantiu a presidente.

“Estão torturando meus sonhos, meus direitos, mas não vão matar a minha esperança porque sei que a democracia está do lado certo da história”, acrescentou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA