Cuanza Norte: Vice-governador apela população a cuidar dos bens públicos

Erlindo Lidador, Vice Governador do Cuanza Norte (Foto: Diniz Simão/Arquivo)

O vice-governador do Cuanza Norte para o sector técnico e infra-estruturas, Ernesto Erlindo Lidador, apelou sábado, a população da comuna de Camame, município do Ngonguembo, a cuidarem e utilizarem convenientemente os bens públicos colocados a sua disposição para que possam servir também as futuras gerações.

Erlindo Lidador fez este apelo durante a inauguração de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água para a circunscrição, construído no âmbito do programa ‘‘Água para todos”, advogando que a população deve conservar o património público para evitar novos gastos do Estado virados aos serviços essenciais básicos existentes.

Considerou ainda que a conservação dos bens públicos não é tarefa exclusiva do Estado, mas cada cidadão deve obrigatoriamente sentir-se um fiscal do erário do país.

A verdade, continuou, o Estado de Direito e Democrático fortalece-se mais, quanto maior for o nível de organização social, onde o bem comum é respeitado e preservado por todos.

Referiu que quanto mais se preservar os bens já colocados à disposição do povo, melhores serão as condições para novos investimentos.

“Cumprimos hoje esta tarefa para a vossa satisfação, porque é um bem necessário para vocês e outras preocupações serão atendidas ao seu tempo (…), agora tal como já falamos com os técnicos e a administração comunal, vocês devem cuidar bem deste empreendimento para que se mantenha por muitos mais tempo, não vandaliza-lo e também usar racionalmente a própria água que já está nos nossos quintais”, salientou.

O sistema construído em 18 meses, a cargo da firma chinesa Sino-Hidro tem como ponto de captação os rios Calucala e Cambondo, a 500 metros da sede comunal de Camame, que dista a 85 quilómetros do Quilombo dos Dembos, sede do município do Ngonguembo.

Compreende uma estação de captação, um reservatório de 400 metros cúbicos, área de tratamento, duas bombas elevatórias e uma estação elevatória intermédio, estando igualmente dotado de um laboratório de análise de qualidade.

O sistema que beneficiará 360 habitantes da sede comunal e aldeias periféricas como Recta, Canjungo e Mucunji.

A infra-estrutura está capacitada para bombear 22 metros cúbicos de água por hora, suportado por um gerador de 60 KV.

Para a satisfação das necessidades de consumo foram construídos quatro chafarizes com quatro torneiras, cada e quatro lavandarias, respectivamente, assim como feitas 29 ligações domiciliares. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA