Cuanza Norte: Governo provincial reúne-se em sessão extraordinária

Cuanza Norte: José Maria Ferraz dos Santos, governador provincial (ANGOP)

O Governo da Província do Cuanza Norte reuniu-se na sexta-feira, em Ndalatando, na sua primeira sessão extraordinária, destinada a apresentação dos diagnósticos da situação real das administrações municipais e outras instituições dependentes.

O encontro foi orientado pelo governador da província, José Maria Ferraz dos Santos, que, durante a sessão, realçou a necessidade dos diferentes sectores que conformam o governo da província elaborarem diagnósticos profundos e rigorosos, capazes de orientar a identificação das acções que deverão constar no “programa imediato de intervenção a curto prazo até 2017.

Na ocasião, José Maria dos Santos pediu a mobilização e contribuição de todas as forças vivas da província na valorização dos recursos hídricos abundantes na região, da energia eléctrica e os solos aráveis para a potenciação da agricultura e a agro-indústria.

E num comunicado apresentado pelo director provincial da comunicação social, Miguel Gaspar, os membros do governo provincial recomendou-se a quantificação da extensão de estradas e vias por recuperar, visando a sua priorização no referido programa, bem como o incentivo a captação de recursos privados para alavancar as parcerias público-privadas no intuito de fomentar a actividade agropecuária e agro-industrial.

Os membros do governo instaram ainda as indústrias extrativas do sector de geologia e minas a implementarem acções sociais em benefício das comunidades onde exercem as suas actividades, com vista a mitigação dos impactos ambientais.

Adaptar o recrutamento de recursos humanos às especificidades da actividade produtiva de cada município, investir em programas de recuperação de lancis, passeios e zonas verdes das vilas e cidades, bem como a identificação, cadastramento e protecção dos terrenos agrícolas e habitacionais nos municípios foram outras das recomendações saídas no encontro.

A reunião contou com a participação dos administradores municipais e respectivos adjuntos, delegados e directores provinciais bem como convidados. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA