Cuanza Norte: Estudantes defendem preservação da paz

Cuanza Norte: Estudantes defendem preservação da paz (Foto: Diniz Simão/Arq)

Os jovens estudantes do município do Bolongongo, província do Cuanza Norte, defenderam hoje, naquela circunscrição, a necessidade de todos contribuírem para a preservação da paz, conquistada há 14 anos.

Numa ronda efectuada pela à Angop, a propósito do 4 de abril, Dia da Paz e Reconciliação Nacional, os jovens manifestaram, igualmente, a sua satisfação pelos ganhos da paz em vários domínios, fruto da estabilidade política, económica e social que se regista no país.

Os entrevistados convergem na necessidade dos angolanos defenderem a paz, pois, trouxe harmonia entre famílias, permitindo, principalmente, a circulação livre dos cidadãos de um ponto a outro sem constrangimentos.

Absalão Fausto Sende, estudante da 12ª classe, disse que as vantagens de viver em paz superam os prejuízos provocados no passado pela guerra.

Referiu que a estabilidade no país se reflecte na vida da juventude, com inserção de mais jovens no sistema de ensino, em função da construção de novas infra-estruturas educacionais, hospitais, pontes, estradas e o surgimento de novas centralidades no país.

Já Aniceto José Bengui, estudante da 10ª classe, diz ser essencial que cada angolana saiba o papel que tem na manutenção da paz e na edificação de um país próspero e digno para os seus habitantes.

Por seu turno, o estudante Mateus Maria Ngonde lembrou que nos anos anteriores o município não possuía uma estrutura do ensino médio e o número de escolas era insuficiente, “mas hoje com a conquista da paz efectiva podemos orgulharmo-nos sobre os feitos do Executivo Angolano na melhoria das condições básica das populações”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA