Confrontos armados deixam 17 mortos na República do Congo

(AFP)

Ao menos 17 pessoas morreram nesta segunda-feira durante um “ataque terrorista” contra bairros do sul de Brazzaville – anunciou o porta-voz do governo da República do Congo em sua conta no Twitter, nesta terça-feira à noite.

O balanço provisório chega a “17 mortos, entre eles três elementos da força pública, dois civis e 12 agressores”, postou Thierry Moungalla.

O porta-voz do governo atribuiu o ataque a “ex-milicianos Ninjas Nsiloulou, sempre às ordens de Frederic Bintsamou”.

Conhecido como “pastor Ntoumi”, Bintsamou combateu o governo durante a guerra civil de 1998 a 2003 e, mais recentemente, somou-se às fileiras do candidato da oposição Guy-Brice Parfait Kolelas.

O actual governo está no poder há 32 anos.

Os ataques coincidiram com o anúncio da Corte Constitucional que deu a vitória ao presidente em exercício desde 1984, Denis Sassou Nguesso, com mais de 60% dos votos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA