Colômbia: Estado reconhece responsabilidade por “massacre” à população de Trujillo

(AFP)

O ministro da Justiça da Colômbia reconheceu neste sábado a responsabilidade do Estado pela “massacre” no município de Trujillo (Valle del Cauca, oeste) entre 1988 e 1991.

“Não esquecemos os graves acontecimentos ocorridos há 24 anos em Trujillo e, como Estado, hoje pedimos perdão”, disse o ministro Yesid Reyes em um “ato público de reconhecimento de responsabilidade” nessa localidade, epicentro da violência paramilitar e onde também actuaram guerrilhas de esquerda e forças públicas, com fortes consequências sobre a população civil.

Entre 28 de Outubro de 1988 e 5 de maio de 1991, os habitantes de Trujillo sofreram ameaças, desaparecimentos forçadas, torturas, detenções arbitrárias e execuções extra-judiciais, segundo o ministro de Justiça.

“Sabemos que nada pode substituir seus familiares ou reparar a dor que vocês sentiram. No entanto, esperamos que essa declaração os reparem de alguma forma”, afirmou Reyes diante de aproximadamente 500 vítimas e familiares comovidos.

Com o pedido de perdão, o governo respondeu às famílias que esperavam uma reacção do Estado há mais de 20 anos. O ministro também se comprometeu a cumprir todas as medidas de reparação para a comunidade solicitadas pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA