China ultrapassa Portugal como maior fornecedor de Angola

(Foto: D.R.)

Entre importações e exportações, o saldo da balança comercial de Angola foi positivo em 424.975 milhões de kwanzas (2,2 mil milhões de euros) no último trimestre de 2015.

Angola comprou menos 34,5% ao exterior no último trimestre de 2015, com a China a ser novamente o principal fornecedor, à frente de Portugal, segundo o relatório do comércio externo elaborado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano.

Nos últimos três meses do ano, Angola importou o equivalente a 487.724 milhões de kwanzas (2,6 mil milhões de euros), quando no mesmo período de 2014, já com os efeitos da crise da cotação do petróleo, esse registo foi de 744.369 milhões de kwanzas (3,9 mil milhões de euros).

A China lidera a lista dos principais países fornecedores de Angola, tendo atingido os 81.963 milhões de kwanzas (438 milhões de euros) neste período, ainda assim uma quebra de 30,8% face a 2014.

A China obteve uma quota de 16,8% das importações totais de Angola, logo seguida de Portugal, com uma posição equivalente a 16,3%. Portugal vendeu a Angola, no último trimestre de 2015, cerca de 79.281 milhões de kwanzas (424 milhões de euros), uma quebra homóloga de 33,6%.

Os produtos agrícolas foram os mais importados por Angola neste período, segundo o relatório do INE, ascendendo a 12% do total, cerca de 58.415 milhões de kwanzas (312 milhões de euros), seguidos dos produtos alimentares, com 7,2%, à volta de 34.916 milhões de kwanzas (186 milhões de euros).

Entre importações e exportações, o saldo da balança comercial de Angola foi positivo em 424.975 milhões de kwanzas (2,2 mil milhões de euros) no último trimestre de 2015. (jornaldenegocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA