CEO do segundo maior banco russo diz que acusações contra Putin são “absurdas”

(Negocios)

Andrey Kostin, CEO do banco russo VTB Group, garante que Putin nunca esteve envolvido em qualquer esquema de evasão fiscal. As notícias são “absurdas”, garante.

Andrey Kostin, CEO do banco russo estatal VTB Group, já saiu em defesa do presidente Vladimir Putin, garantindo que são “absurdas” as notícias que dão conta do envolvimento do Presidente num esquema de evasão fiscal, denunciado pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação.

“O senhor Putin não esteve envolvido. Isso é um disparate”, referiu Kostin em entrevista à Bloomberg TV esta segunda-feira.

O CEO do segundo maior banco da Rússia rejeitou também as alegações de que a instituição terá feito empréstimos sem garantia através de uma subsidiária com sede em Chipre a um amigo próximo do presidente.

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação revelou, este domingo, a existência de um mega esquema de evasão fiscal através de entidades criadas em paraísos “offshore”, que implica o nome de actuais e antigos chefes de Estado, figuras públicas e líderes mundiais.

Os documentos que sustentam a investigação – com origem numa discreta firma de advogados do Panamá, a Mossack Fonseca – mostram que, pelo menos, dois mil milhões de dólares em transacções envolvem pessoas e empresas com ligações a Putin.

Alguns relatórios incluem a alegação de que o Russian Commercial Bank (RCB), a subsidiária do VTB com sede em Chipre, concedeu empréstimos sem garantias de centenas de milhões de dólares com taxas de juros muito baixas a uma empresa “offshore” controlada por um dos amigos mais antigos do presidente.

“Está absolutamente fora de questão o RCB dar um empréstimo sem garantia”, frisou Kostin em declarações à Bloomberg News, após a entrevista televisiva.

O RCB está sujeito à regulamentação do Banco Central Europeu e as acusações contra o banco vêm de pessoas que “não têm informação sobre transacções financeiras”, acrescentou Kostin.  (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA