Angola e Belgica discutem reforço da cooperação bilateral em Luanda

Didier Reynders (DR)

O reforço das relações de cooperação com Angola vai dominar a agenda de trabalho da visita do vice-primeiro ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros, do Comércio Externo e Cooperação para o Desenvolvimento do Reino da Bélgica, Didier Reynders, que domingo chega a Luanda.

De acordo com uma nota de imprensa do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), enviada hoje à Angop, o governante belga vai permanecer dois dias em Angola e chefia uma delegação integrada pelo enviado especial da Bélgica para os Grandes Lagos, Franck de Coninck e de altos oficiais seniores do seu gabinete.

Na perspectiva do reforço das relações bilaterais e de cooperação, Didier Reynders vai manter, segunda-feira, um encontro com o ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti, e outro com o titular da pasta da Geologia e Minas, Francisco Queiroz.

No mesmo dia deixa Luanda, com destino à República Democrática do Congo, segunda escala de um périplo que efectua ao continente africano, adianta a nota de imprensa do MIREX.

Em Novembro do ano transacto, o embaixador do Reino da Bélgica em Angola, Frank Félix, discutiu com o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, formas de reforçar os laços de cooperação e amizade entre os respectivos parlamentos.

Depois da audiência, o diplomata referiu à imprensa que as relações são bastante antigas, mas que se deve trabalhar no sentido de uma maior aproximação entre os deputados de ambos os parlamentos.

Dias antes, o mesmo diplomata disse que a República de Angola pode contar com o apoio do Reino da Bélgica na mediação e resolução de conflitos no continente africano.

Frank Felix falava após um encontro com o ministro angolano da Defesa, João Lourenço, no âmbito do reforço da cooperação.

A Bélgica, oficialmente Reino da Bélgica, é um país situado na Europa ocidental, membro fundador da União Europeia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA