Ângelo Júlio arrebata dois prémios na XIII edição do Ensa Arte

(DR)

O artista plástico Ângelo de Carvalho Júlio venceu hoje, quinta-feira, o Grande Prémio de Pintura com a obra ” Luanda cosmopolita – salada mista ” e o Prémio Especial Província , no concurso ENSA Arte e na sua XIII edição.

No concurso concorreram 38 obras de escultura e pintura, de 27 artistas seleccionados pelo grupo de jurado composto por Francisco Van-Dunem ( Van ), Marcela Costa, Paul Barascutti (Director da Alliance Française ) e Tito Mateus, pela empresa organizadora e o conceituado critico de artes francês Timothée Chaillou e o Comissário do Prémio e Curador da exposição, o artista plástico Miguel Gonçalves.

Nesta conformidade, na categoria de pintura o grande vencedor foi o Jovem artista Ângelo de Carvalho Júlio com a obra “ Luanda cosmopolita – salada mista” seguido do artista Ricardo Ângelo.

Ambos receberam da organização, kit de pintura, troféu e um milhão e quinhentos mil Kwanzas e um milhão de Kwanzas, respectivamente.

Na categoria em escultura o prémio foi atribuído ao criador Maiomona Vua, com a obra “ Convergência feminina “ e o segundo lugar recaiu para Sozinho Lopes que também receberam como prémio um kit de pintura, troféu e um milhão e quinhentos mil Kwanzas e um milhão de Kwanzas, respectivamente.

O grupo de jurado atribui o prémio juventude em pintura ao artista Sivestres Panzo e em escultura a Jelson Matias.

O artista Ricardo Ângelo, que ficou em segundo lugar na classe de pintura venceu também o Prémio Alliance Française, na mesma classe.

As menções honrosas na classe de pintura foram atribuídas aos artistas, Mário Nunes, Renato Fialho e Zeca Nicolau e para categoria de escultura ao jovem criador Pacheco Dito.

O evento marca o 38º aniversário da empresa e contou com a presença para além do Presidente do Conselho de Administração da ENSA , Manuel Gonçalves, de membros do Executivo angolano.

Considerado uma referência no panorama das artes plásticas em Angola, o Prémio Ensa arte foi instituído em 1991, com uma periodicidade bienal, tendo como destinatários jovens conceituados criadores nacionais ,de obras de pintura e escultura, numa iniciativa da empresa ENSA-Seguros de Angola. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA