Zaire: Ministro constata obras da subestação eléctrica do Nzeto

JOÃO BAPTISTA BORGES, MINISTRO DA ENERGIA E ÁGUAS (Foto: ANGOP/Arq)

O ministro da energia e águas, João Baptista Borges, cumpre hoje, segunda-feira, uma jornada de trabalho de algumas horas ao município do Nzeto, província do Zaire, onde deverá inteirar-se das obras da subestação eléctrica em construção nessa localidade, no âmbito da edificação da central a gás no Soyo, desde 2014.

A presença do ministro da energia e águas na vila piscatória do Nzeto é a continuação da visita iniciada a semana passada no município do Soyo, onde avaliou o grau de execução física das obras do ciclo combinado que deverá gerar, a partir de 2017, cerca de 750 megawatts de energia eléctrica para as províncias do Zaire, Bengo, Luanda e outras regiões do país.

Para a província do Zaire, o ministro fez saber a semana passada que para além do Soyo e Mbanza Congo, a central a gás terá subestações e linhas de transporte de energia eléctrica para os restantes municípios: Nzeto, Tomboco, Cuimba e Nóqui.

Dados apontam que cerca de dois milhões de consumidores das províncias do Zaire, Bengo, Luanda e outras regiões do país deverão beneficiar de energia eléctrica a ser gerada pela central eléctrica do Soyo.

Numa primeira fase, o ciclo combinado do Soyo deverá gerar 750 megawatts e posteriormente serão acrescidas mais 500 da potência prevista, capacidade considerada suficiente para atender as necessidades energéticas das referidas regiões do país.

O governador do Zaire, José Joanes André, acompanha a visita do ministro da energia e águas ao Nzeto. A localidade dista a sensivelmente 230 quilómetros da cidade de Mbanza Congo, sede provincial. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA