Zaire: Governador apela colaboração da população na melhoria do saneamento básico

Zaire: Governador José Joanes André (Foto: Pedro Moniz Vidal/Arquivo)

O governador do Zaire, José Joanes André, reiterou, nesta segunda-feira, em Mbanza Congo, o pedido à população local no sentido de colaborar com acções concretas na melhoria do saneamento básico da cidade capital da província, Mbanza Congo.

Ao intervir na cerimónia de apresentação da nova administradora municipal de Mbanza Congo, Nzuzi Makiese, o governador augurou que cada munícipe mantenha limpo o seu espaço de residência ou actividade comercial evitando-se, deste modo, a proliferação de focos de lixo.

Explicou que existem áreas devidamente definidas pela administração municipal para o depósito de resíduos sólidos, pelo que os munícipes, proprietários de superfícies comerciais, hoteis ou similares devem encarregar-se na gestão do lixo por si produzido.

Ordenou os agentes de fiscalização das administrações municipais a fazerem cumprir as orientações neste sentido, com vista a garantir-se uma melhoria da higiene da cidade e desencorajar construções em locais impróprios.

José Joanes André lembrou que foi definida uma área tampão da cidade de Mbanza Congo, que está a concorrer para a sua inscrição na lista do património mundial da Unesco, frisando que brevemente se deslocarão a esta localidade peritos afectos àquele organismo das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação.

Reprovou o surgimento de pracinhas ao longo das principais vias urbanas, frisando que este procedimento carece de fundamento, porquanto o seu governo está a edificar mercados bem direccionados nos bairros.

Referiu-se também ao novo mercado municipal de Mbanza Congo, com mil bancadas, construído no bairro da Bela Vista, periferia da cidade.

O governador advogou a promoção de palestras sobre as transgressões administrativas para a elevação da consciência jurídica da população no tocante aos seus direitos e deveres na sociedade.

A cerimónia da apresentação da nova administradora municipal de Mbanza Congo, Nzuzi Makiese, que sucedeu no cargo Isabel Landu Morena, contou com a presença de membros do governo, da administração local, magistrados, entidades tradicionais e religiosas, representantes das forças de defesa e ordem interna, entre outros convidados.

O município de Mbanza Congo conta com uma população de 173 mil e 850 habitantes, distribuídos nas comunas de Luvo, Caluca, Calambata, Nkiende, Madimba e Sede. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA