Veteranos timorenses passam a ter hino composto por Xanana Gusmão

Veteranos timorenses passam a ter um hino escrito por Xanana Gusmão Foto: Lusa/D.R

Os veteranos da luta de Timor-Leste contra a ocupação indonésia têm a partir de hoje, o seu novo dia nacional, um hino composto pelo líder histórico timorense Xanana Gusmão e aprovado numa conferência em Díli.

O “Hino do 3 de março”, em português, recorda a data em 1981 que marcou o início do processo de reorganização da resistência timorense, que sob tutela de Xanana Gusmão começou aí a avançar para a despartidarização.

Depois de pesadas perdas às mãos do exército indonésio, a reorganização marcou um dos períodos mais difíceis da luta pela libertação nacional, sendo vital para a sobrevivência de toda a resistência.

O poema, de quatro estrofes, foi escrito a 25 de fevereiro por Xanana Gusmão, atual ministro do Planeamento e Investimento Estratégico.

Foi cantado pela primeira vez na Conferência Nacional de Veteranos e Combatentes da Libertação Nacional que reuniu nos últimos três dias quadros dos três braços da resistência à ocupação indonésia: frente armada, clandestina e diplomática.

O encontro, em que estiveram ainda organizações populares, de mulheres e da juventude, contou com participantes de Timor-Leste, Austrália, Macau, Reino Unido, Moçambique e Portugal.

Entre outros aspetos, a conferência abordou temas como o processo de registo dos veteranos e o conteúdo do projeto de decreto-lei sobre a criação do Conselho dos Combatentes da Libertação Nacional.

O projeto de decreto-lei sobre a criação do Conselho dos Combatentes da Libertação Nacional propõe 03 de março como Dia Nacional dos Veteranos. (Agência Lusa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA