UNITA defende diagnóstico da crise financeira

Presidente da Bancada Parlamentar da UNITA - Adalberto da Costa Júnior (Foto: Clemente Santos)

A UNITA defendeu nesta quarta-feira, em Luanda, um diagnóstico da crise económica e financeira que o país vive, como consequência da baixa do preço do barril do petróleo no mercado internacional, na perspectiva de se encontrar soluções susceptíveis de mitigar a situação.

Este ponto de vista foi expresso à imprensa pelo presidente do grupo paramentar da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, quando comentava sobre o debate mensal da Assembleia Nacional, marcado para o dia 31 deste mês, que irá versar sobre a situação política, económica e social do país.

Afirmou que o governo sozinho não está em condições de extinguir a actual crise, tendo considerado crucial dialogar com os partidos políticos e as organizações da sociedade civil para se encontrar um caminho comum.

Neste sentido, Adalberto da Costa Júnior disse ser desejável que os membros do governo participem nos debates, “para ver melhorado o desempenho daquilo que é a produção parlamentar para os cidadãos e o Executivo”.

Por outro lado, referiu que a dinâmica da Assembleia Nacional até as próximas eleições de 2017 contará com conteúdos relacionados com leis sobre as autarquias, poder local, no sentido de recuperar o atraso de três meses que se verifica na sua produção. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA