Uíge: ISCED lança desafio para dinamizar língua francesa

ISCED UÍGE (DR)

O Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) no Uíge, lançou, quinta-feira, um desafio que vai facilitar maior adesão de estudantes e outros interessados na aprendizagem da língua francesa.

O anúncio foi feito pelo director-geral adjunto para área científica do ISCED, Alberto Luís Lema, quando falava em representação do director geral do ISCED, Domingos Kimpolo.

Durante o acto, que marcou a abertura das jornadas comemorativas da semana de “comunidade de língua francesa” Alberto Luís Lema agradeceu a iniciativa do departamento de letras modernas da instituição e dos membros da Aliança Francesa.

Afirmou que as línguas estrangeiras jogam um papel fundamental e têm contribuído na dinamização do processo de ensino e aprendizagem das novas gerações.

Já o chefe do departamento de Ciências Sociais do ISCED no Uíge e historiador, Luvumbo Niema, referiu que a língua estrangeira é um meio indispensável que permite a exteriorização do saber, mas não deve constituir um motivo para a exclusão das línguas nativas.

“Apelamos a todos os amantes e estudantes dos cursos de línguas para usarem a maior capacidade interpretativa, a fim de garantir o equilíbrio nas escolhas profissionais”, salientou.

Já o responsável do Departamento de Línguas da instituição, Simão Toco disse que a instituição está a trabalhar para uma cooperação com a comunidade francófona, que visa a constituição de aliança francesa localmente.

O ISCED conta com cerca de treze professores de língua francesa e controla mais de 500 estudantes.

O evento que termina sábado decorre sob o tema “O impacto da francofonia no sistema de ensino em Angola”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA