Tropa de choque entra em confronto com manifestantes pró-impeachment

Manifestantes ocupavam a via desde quarta-feira (16) (Foto: Elaine Patrícia Cruz/Agência Brasil)

Após um rápido movimento dos policiais, a avenida fica desobstruída e carros voltam a ocupar a rua. Ninguém foi preso.

Policiais usam bombas de gás e caminhão com canhão de água para retirar e dispersar manifestantes pró-impeachment que estavam acampados na avenida Paulista desde a última quarta-feira (16). Após um rápido movimento dos policiais, a avenida fica desobstruída e carros voltam a ocupar a rua. Ninguém foi preso.

Há gritos contra o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, como “Ladrão de merenda”. Os portões da entrada da estação Trianon-Masp foram fechados pela própria equipe do metrô. Os manifestantes que saíram das ruas ocupam, agora, a calçada.

A PM pela primeira vez usou jato de água em grandes protestos. Inicialmente, apesar de já possuir os mesmos blindados israelenses, o uso era evitado –primeiro, devido a uma possível crítica devido à crise hídrica. Em protestos do MPL recentes, a PM também preferiu métodos mais agressivos, como o uso de balas de borracha. (Diario do Litoral)

por Folhapress

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA