Serviço Penitenciário assinala neste domingo 37 anos de existência

Ministro do interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares (Foto: Angop/Arquivo)

O Serviço Penitenciário (SP), órgão afecto ao Ministério do Interior, assinala neste domingo o seu 37º aniversário, cujo acto central realiza-se na capital do país, Luanda.

O ministro do Interior, Ângelo Veiga Tavares, felicitou todos os funcionários do sector e espera que os mesmos continuem a dedicar todo esforço, no sentido da melhoria do seu trabalho e tratamento mais digno dos reclusos.

O governante exortou os efectivos a manterem-se firmes, “para dar resposta a todas as situações mais complicadas e até mesmo aquelas ligadas a alguma provocação para se criarem alguns factos”.

Por outro lado, o director do órgão, António Joaquim Fortunato, reconheceu que o actual quadro dos serviços continua a exigir de todos esforços ingentes, tendo em conta o fenómeno da superlotação que se regista ao nível das cadeias do país, sobretudo nas de Luanda, Benguela, Huambo e Huíla, em consequência da subida exponencial do número de detidos.

Face a situação, declarou, o ministério de tutela, em obediência à orientação do Titular do Poder Executivo, tem desenvolvido, a par do programa de expansão das infra-estruturas prisionais, várias acções para o aumento da capacidade técnica administrativa e operativa do efectivo, com a materialização de programas de formação técnico-profissional.

Sob o lema “Humanização, Reabilitação e Ressocialização”, decorrem, em todo o país, várias atividades políticas, recreativas e desportivas.

Os Serviços Prisionais controlam, actualmente, cerca de 24 mil reclusos, sendo perto de 13 mil condenados e 11 mil detidos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA