Queda de avião mata ex-presidente da Vale e mais seis pessoas em São Paulo

Roger Agnelli morreu após queda de monomotor (WASHINGTON ALVES REUTERS)

Monomotor de Roger Agnelli caiu após decolagem. A mulher e dois filhos do empresário também morreram no acidente.

Um avião monomotor com sete pessoas a bordo caiu em cima de uma casa na zona norte de São Paulo, na tarde deste sábado. Entre as vítimas, está Roger Agnelli, ex-presidente da mineradora Vale. A mulher Andrea e dois filhos do empresário, João e Anna Carolina, também morreram no acidente. O genro, a namorada do filho e o piloto são as outras vítimas.

O avião de pequeno porte caiu às 15h23 sobre uma casa na zona Norte da capital paulista, após decolar do aeroporto Campo de Marte. Uma pessoa que estava na casa foi levada para o pronto-socorro da Santa Casa da Misericórdia de São Paulo.

Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), as operações no Aeroporto Campo de Marte foram suspensas desde às 15h30. De acordo com dados da Agência Nacional de Aviação (Anac), o avião é um turbo-hélice, com capacidade para sete passageiros, registrado em nome de Roger. Ainda segundo a Anac, o monomotor estava em situação regular

Agnelli presidiu a Vale durante dez anos, de 2001 a 2011. Ele era considerado responsável pela ascensão da Vale ao posto de uma das maiores mineradoras do mundo. O executivo era formado em Economia pela Fundação Armando Álvares Penteado e desenvolveu sua carreira profissional no Grupo Bradesco, onde trabalhou de 1981 a 2001, antes de presidir a Vale. (EL PAIS)

com informações da Agência Brasil

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA