Público: empresário angolano Jaime Freitas entra na banca em Portugal

(Foto: D.R.)

O dono da Cosal, um dos principais grupos privados angolanos, comprou 3,25% do BNI Europa, uma instituição de capitais angolanos que abriu em Lisboa em 2014, noticia o Público desta terça-feira, 29 de Março.

O empresário Jaime Freitas, que detém a Cosal, um dos principais grupos privados em Angola, comprou 3,25% do capital do Banco de Negócios Internacional Europa (BNI Europa). Esta instituição, de capitais angolanos, abriu em Lisboa em 2014 e até agora tinha uma estrutura accionista igual à de Angola.
No final do ano passado, o BNI, que era dono de 99,9% do banco que opera no mercado nacional, abriu o capital a novos investidores, descendo a sua posição para 92,9% com a entrada de Jaime Freitas.
O Público refere ainda que a instituição financeira tem outro accionista, Elisabeth de Graça Isidoro, que é referenciada como sendo uma investidora angolana com ligações a Jaime Freitas.
Em Abril do ano passado, o BNI Europa fez um aumento de capital de 9,25 milhões de euros para cobrir prejuízos (a operação em Portugal ainda não é lucrativa) que foi subscrito pela casa-mãe.
Jaime Freitas conhece bem o sector financeiro nacional, visto que tem uma parceria com a Caixa Geral de Depósitos em Angola. O investidor tem ainda 12% do Banco Caixa Geral de Angola, onde a CGD detém uma fatia de 51%.  (jornaldenegocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA