PRIASA aposta na segurança alimentar são-tomense

Cacau de São Tomé e Príncipe na Expo Milão (RFI/Miguel Martins)

Vinte e cinco milhões de dólares é o montante que o Banco Africano de Desenvolvimento vai disponibilizar a São Tomé e Príncipe para os projectos PRIASA II e o Plano Nacional de Ordenamento do Território, ambos lançados esta terça feira na cidade de São Tomé e que visam contribuir para a redução da pobreza no país.

O projecto de Reabilitação das Infra-estruturas de Apoio à Segurança Alimentar (PRIASA II) está avaliado em cerca de 22 milhões de dólares e tem a duração de 5 anos, prevendo entre outros a reabilitação das pistas de escoamento dos produtos agrícolas, melhoria do sector de irrigação e das pescas, bem como a aposta na transformação dos produtos agrícolas como referiu o Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Teodorico Campos.

O Plano Nacional de Ordenamento do Território orçado em cerca de 2 milhões de dólares, prevê, num período de quinze meses, a organização do sector territorial do país.

O BAD, considera que é a nova dinâmica de cooperação entre esta instituição financeira internacional e o governo santomense, assente no desenvolvimento e redução da pobreza em São Tomé e Príncipe

O Ministro santomense das Finanças e Administração Pública, Américo Ramos, advogou que estes projectos vão melhorar a vida das população. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA