Portugal entre os países que mais criaram emprego

(Paulo Duarte)

No último trimestre do ano passado, o emprego aumentou 0,7% em Portugal, em comparação com o trimestre anterior, um valor acima da média da Zona Euro (0,3%) e da União Europeia onde o emprego praticamente estagnou.

Portugal está entre os países que mais criaram emprego no último trimestre do ano passado, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira, 15 de Março, pelo Eurostat, que se baseiam nas contas nacionais.

O emprego avançou 1,8% em termos homólogos, acima da média da Zona Euro (1,2%) e da União Europeia (1%). O ritmo é o décimo maior nos 27 países para os quais já existem dados, numa lista liderada por Malta (4,6%) e por Espanha (3%).

Já na comparação com o trimestre anterior, ou seja, em cadeia, o emprego avançou 0,7% em Portugal, acima da média da Zona Euro (0,3%) e da União Europeia, onde o emprego praticamente estagnou (0,1%). Nesta comparação em cadeia, Portugal é o terceiro país com o aumento mais acentuado, mas partilha esta posição com outros quatro países: Espanha, Luxemburgo, Polónia e Suécia. Foi em Malta que o emprego mais avançou, o que também se verifica na comparação com o trimestre anterior (1,7%).

O Reino Unido destruiu emprego no último trimestre considerado (-1%) e manteve o nível registado há um ano.

Por se basearem em contas nacionais, estas taxas de crescimento podem não coincidir com as que são divulgadas mensal ou trimestralmente pelo Instituto Nacional de Estatística.

Criação de emprego acelerou ligeiramente na Zona Euro

Com um crescimento de 1,2% na Zona Euro face ao último trimestre de 2014, o ritmo de criação líquida de emprego acelerou um pouco. No trimestre anterior, a variação homóloga tinha sido de 1,1%.

No conjunto dos países da União Europeia o ritmo de criação homóloga de emprego estabilizou em 1%. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA