Políticas do Executivo visam mitigar a crise económica e financeira

Entrevista com Osvaldo Fernando Mboco - Docente Universitário (Foto: Pedro Parente)

docente universitário Osvaldo Fernando Mboco manifestou-se optimista quanto as políticas gizadas pelo Executivo angolano, que visam mitigar o impacto da crise económica e financeira, resultante da descida do preço do barril do petróleo no mercado internacional.

Em entrevista à Angop, o docente de Relações Internacionais da Universidade Técnica de Angola (Utanga) aventou que esta conjuntura financeira e económica força um abrandamento das actividades económicas e reajustamento nos programas, mas que, até ao momento, as políticas e medidas adoptadas foram acertadas e oportunas.

“As estratégias aprovadas pelo Executivo para saída da crise vão permitir, de modo gradual e consistente, minorar este fenómeno, através do aumento da receita tributária não petrolífera e a adopção de políticas fiscal e monetária”, frisou.

Entre as políticas e medidas, o docente falou de cortes em alguns subsídios, ajustes de programas e planos do Executivo, cobrança de impostos, entre outras políticas estruturais, que visam tornar a economia mais robusta.

“O fundamental para o país é manter a dinâmica da diversificação da economia, com a revitalização do parque industrial e desenvolvimento de outros sectores menos vulneráveis, como da agropecuária, agricultura, turismo, entre outros”, explicou.

Para Osvaldo Mboco, o importante é que o Governo pauta por políticas que visam diversificar a economia em médio e longo prazo e leva em consideração a formação dos recursos humanos.

Aos angolanos, o docente recomendou o espírito de contenção e racionalização dos recursos disponíveis, entre outras acções. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA