Parlamento angolano identifica novas áreas de cooperação com o Japão

Fernando da Piedade Dias dos Santos, Presidente da Assembleia Nacional (Foto: Angop/Arquivo)

A República de Angola e o Japão trabalharam, nos últimos dias, na identificação de novas áreas para o reforço da cooperação bilateral, deu hoje (sábado) a conhecer, em Luanda, o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

O parlamentar falava à imprensa, no Aeroporto Internacional 04 de Fevereiro, momentos após o seu regresso do Japão, onde efectuou uma visita de cinco dias, tendo-se reunido com os presidentes da Câmara dos Representantes e da Câmara de Conselheiros.

“Analisamos o estado da nossa cooperação e decidimos trabalhar no sentido de conseguirmos um acordo formal escrito de cooperação inter-parlamentar e convidei formalmente o presidente da Câmara dos Representantes a visitar brevemente o nosso país”, revelou.

De acordo com Fernando da Piedade Dias dos Santos, é aguardada, nos próximos dias na capital do país, a chegada de uma delegação de parlamentares e empresários japoneses, para identificarem novas áreas de cooperação.

O líder do parlamento angolano apontou a educação, saúde, indústria, agricultura, energia e indústria transformadora e extractiva como áreas a ter em conta, sem descurar-se de outras a serem analisadas localmente.

Anunciou para breve a ida de deputados nacionais ao Japão, bem como a vinda de parlamentares japoneses a Angola.

No Japão, o presidente da Assembleia reuniu-se com o primeiro-ministro, Shinzo Abe, com quem abordou a cooperação bilateral Estado a Estado “que está a ser executada e implementada pelo governo”.

Fernando da Piedade Dias dos Santos foi recebido pelo Imperador do Japão, Akihito, além de se ter encontrado com empresários locais e visitado lugares de interesse sócio-económicos e históricos daquele país asiático.

A República de Angola e do Japão mantêm relações diplomáticas desde 1976, mas as trocas de visitas a alto nível apenas tiveram início em finais dos anos 80. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA