Oposição são-tomense pede investigação a negócios do Governo

Patrice Trovoada (VOA)

O principal partido da oposição em São Tomé e Príncipe, o MLSTP-PSD, pediu nesta terça-feira, 14, uma investigação à compra de cinco embarcações feita pelo Governo.

Os sociais-democratas querem que o Ministério Público e o Tribunal de Contas revelem como foi possível comprar aqueles navios que “não constam dos orçamentos do Estado para 2015 e 2016”.

O MLSTP-STP defende, em comunicado,a necessidade da “transferência e boa gestão dos recursos públicos” e exorta o povo a “estar atento aos actos deste Governo e a não se deixar enganar com promessas sem sustentação”.

As embarcações, duas de passageiros com capacidade para 450 pessoas e três para patrulhamento da zona económica exclusiva do país, foram apresentados pelo primeiro-ministro em Janeiro, que na ocasião não indicou se foram compradas ou se foram fruto da cooperação internacional.

No comunicado divulgado hoje, o principal partido da oposição aponta também as baterias ao Governo ao pedir que revele as reais causas da crise de energia eléctrica e da água que afecta São Tomé e Príncipe há várias semanas. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA