Novo ministro aposta na melhoria da saúde da população

Ministro da Saúde, Luís Gomes Sambo (Foto: F. Miudo)

A melhoria do estado de saúde da população está entre as apostas do novo ministro do sector, Luís Gomes Sambo, que hoje (segunda-feira) foi empossado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, ao lado de outros governantes nomeados a 04 do mês em curso.

Luís Gomes Sambo disse à imprensa, no final do acto, que no quadro da melhoria do estado de saúde da população é fundamental encontrar soluções para o abastecimento dos hospitais em medicamentos e equipamentos.

“Vamos ter que encontrar soluções e definir intervenções essenciais para garantir que os problemas mais preocupantes sejam resolvidos”, referiu.

Se não conseguimos resolver tudo, prosseguiu o novo ministro da Saúde, vamos solucionar os aspectos mais importantes.

Disse esperar resolver quanto antes a epidemia de febre-amarela que tem foco no município luandense de Viana.

Já no segmento da Cultura, a ministra Carolina Cerqueira, igualmente empossada hoje, aposta no reajustamento dos programas, das acções e iniciativas do sector, tendo em vista reforçar a identidade cultural do país.

Entre as metas da ministra da Cultura está também o reforço da angolanidade, por via de iniciativas que considerou de proximidade a nível local, comunitário, nacional, regional e internacional.

“Vamos primar inicialmente por um diagnóstico à província na base das orientações do Presidente da República e só depois fazer alguns ajustamentos pontuais aos programas para os adequar à realidade financeira do país”, afirmou o novo Governador do Cuanza Norte, José Maria Ferraz dos Santos.

Da agenda de governação de José Maria Ferraz dos Santos consta, também, o lançamento de programas que viabilizem o aumento das receitas fiscais para o Estado.

Ressaltou que “acima de tudo vamos procurar trabalhar para ajudar a resolver os principais problemas da população.

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, concedeu posse, nesta segunda-feira, em Luanda a governantes nomeados a 04 do corrente mês, entre os quais cinco ministros, dois governadores (um do BNA e outro provincial), bem como quatro vice-governadores provinciais. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA