Mulher agride arcebispo Dom Odilo Scherer na catedral da Sé, em São Paulo

Mulher agride arcebispo Dom Odilo Scherer na catedral da Sé, em São Paulo (YAHOO)

O cardeal de São Paulo, Dom Odilo Scherer, foi agredido durante missa na véspera da Sexta-feira da Paixão, celebrada na Catedral da Sé, no centro da capital paulista, na última quinta (24). A agressora teria acusava o arcebispo de ser um “comunista infiltrado na Igreja Católica”.

A mulher aguardou a atenção de Dom Odilo e conversou com ele durante algum tempo, quando ambos foram conduzidos ao altar e parecia não haver nada de errado. Lá, porém, ela o atacou aos gritos: “Você a CNBB [Confederação Nacional dos Bispos do Brasil] são comunistas infiltrados, não podem fazer isso com a minha Igreja”, bradou, segundo relato do coletivo Jornalistas Livres.

Dom Odilo Scherer (YAHOO)
Dom Odilo Scherer (YAHOO)

Dom Odilo foi ao chão junto com a moça e logo foi ajudado pelos presentes. Depois, ela foi detida pela Polícia Militar, enquanto o cardeal continuou a sua série de bênçãos pela catedral. Era celebrada a missa dos Santos Óleos, que abre os rituais do Tríduo Pascal.

O assunto foi tratado pela instituição com discrição, uma vez que nenhum porta-voz da Igreja comentou o ocorrido. O cardeal também não se manifestou sobre o assunto. Odilo Scherer é 19º bispo de São Paulo e foi especulado pela imprensa internacional como um dos possíveis sucessores de Bento XVI em 2013.

É possível encontrar relatos da confusão também no YouTube. Abaixo, assista a um deles:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA